Associação Brasileira de Brangus
Login:   Senha:  
  história
  diretoria
  sócios
  técnicos
  interatividade
  fale conosco
  comunicados
  rank
  catálogo
  genealogia
  trocar a senha
  denúncias
             reclamações
  artigos técnicos
  Revista Brangus
  clima
  eventos
  notícias Brangus
  notícias RSS
  download
  fotos
  vídeos


Matéria atualizada 04/04/2016

Exportação de carnes cresce 20,2% em volume e 3,8% em valor

As exportações brasileiras de carnes in natura no primeiro trimestre deste ano cresceram 20,2% ante igual período de 2015 e atingiram 1,371 milhão de toneladas. A receita aumentou 3,8% para US$ 2,641 bilhões, enquanto o preço médio recuou 18% para US$ 1.926 por tonelada.


Os dados divulgados hoje pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) mostram que os embarques de carne suína cresceram 82,9% em relação aos primeiros três meses do ano passado e atingiram 140 mil toneladas, volume recorde para o período. A receita aumentou 25% para US$ 247 milhões. O preço médio caiu 31,7% para US$ 1.769/tonelada.


No caso da carne bovina in natura o volume exportado cresceu 13,3% para 943 mil toneladas e a receita recuou 4,9% para US$ 1,288 bilhão. O preço médio recuou 16,1% para US$ 3.837/tonelada.


Os embarques de carne de frango in natura no primeiro trimestre cresceram 24,2% para 288 mil toneladas. A receita do setor cresceu 11,4% para US$ 1,106 bilhão. O preço médio caiu 10,3% para US$ 1.365/tonelada.


Março


No mês de março, as exportações brasileiras de carne bovina in natura totalizaram 110,9 mil toneladas, alta e 11,46% em relação a fevereiro (99,5 mil toneladas) e 35% a mais que o volume registrado em março do ano passado (82,1 mil toneladas). A receita dos exportadores foi de US$ 411,8 milhões, 5,73% a mais que em fevereiro de 2016 (US$ 389,5 milhões) e 21,33% a mais que em março de 2015 (US$ 339,4 milhões).


Já as vendas externas de carne suína in natura chegaram a 56,7 mil toneladas no mês passado, 29,45% a mais que em fevereiro (43,8 mil toneladas) e 85,29% superior ao registrado em março do ano passado (30,6 mil toneladas). A receita dos exportadores foi de US$ 99,2 milhões, 28,33% a mais que fevereiro de 2016 (US$ 77,3 milhões) e 31,04% superior a março de 2015 (US$ 75,7 milhões).


Na carne de frango, os embarques somaram 368,6 mil toneladas em março de 2016, 27,99% a mais que em fevereiro (288 mil toneladas) e 16,27% superior a março do ano passado (317 mil toneladas). A receita dos exportadores foi de US$ 510,8 milhões, alta de 30,9% em comparação com fevereiro de 2016 (US$ 390,2 milhões) e de 1,41% em comparação com março de 2015 (US$ 503,7 milhões).


Fonte: REDAÇÃO GLOBO RURAL


Mais Notícias
Touro Brangus impressiona pecuaristas brasileiros e argentinos
O grande mérito é conseguir imprimir uma genética ideal à produção de carne bovina
Leilão RPK Genética faz média de R$ 9.450 para touros Brangus
O criador Reno Paulo Kunz colocou em pista 93 exemplares selecionados em Dois Vizinhos
O Brangus é um grande parceiro do Nelore
Listamos as razões do crescimento do Brangus no Brasil, raça entrou pelo centro-oeste e tem conquistado muitos pecuaristas brasileiros
Fórmula localiza touros com mais rentabilidade
O Índice Bioeconômico de Carcaças (IBC), lançado pela Embrapa, identifica os touros capazes de gerar descendentes que produzam carne de alta
qualidade
Leilão GAP BRASIL faz R$ 9,5 mil para touros e R$ 3,2 mil para fêmeas
Genética Brangus para o Brasil foi a chamada do leilão e o mote do evento
Raça Brangus conquista seu espaço no mercado
Criada em 1912 nos EUA, através do cruzamento do Angus com o zebu, o Brangus alia a qualidade da carne, precocidade e acabamento da carcaça da raça taurina com a rusticidade e resistência da zebuína.
ABB e UFRGS assinam convênio de cooperação técnica
Acordo prevê atividades de pesquisa na área de tecnologia de imagens e transferência de material genético e equipamentos
 
 
Redes Sociais :
Rua Piratininga, 908 Jardim dos Estados
Campo Grande, MS - CEP: 79020-240 - Fone: (67) 3321-1316
developed by