Associação Brasileira de Brangus
Login:   Senha:  
  história
  diretoria
  sócios
  técnicos
  interatividade
  transparência
  fale conosco
  comunicados
  rank
  catálogo
  genealogia
  trocar a senha
  denúncias
             reclamações
  artigos técnicos
  Revista Brangus
  clima
  eventos
  notícias Brangus
  notícias RSS
  download
  fotos
  vídeos


Matéria atualizada 07/12/2017

Exportações de carne podem superar alta prevista

Se ritmo se mantiver, embarques de carne bovina devem crescer acima dos 10% esperados, diz Abrafrigo

A se manter o atual ritmo das exportações de carne bovina in natura e processada, o volume total comercializado em 2017 poderá até ultrapassar o crescimento de 10% estimado para este ano, informa a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), depois de compilar os dados de novembro fornecidos pelo fornecidos pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), através da Secex/Decex.

No mês passado as vendas atingiram a 141.950 toneladas contra 95.648 toneladas no mesmo mês de 2016, num crescimento de 48%. Em receita, o crescimento foi de 45%, passando de US$ 409,5 milhões para US$ 593 milhões em 2017.

Com este resultado, segundo a Abrafrigo, o acumulado do ano já alcança 1.351.103 toneladas, enquanto que, em 2016, este número era de 1.241.55 toneladas no mesmo período. Ou seja, em volume, as exportações já apresentam crescimento de 9%. Na receita, o crescimento foi mais significativo, de 13%, passando de US$ 4,901 bilhões em 2016 para US$ 5,521 bilhões até novembro em 2017.

O mercado chinês é o grande responsável pela recuperação nas vendas de carne bovina em 2017. Importações pela cidade estado de Hong Kong e pelo continente alcançaram 412.750 toneladas no mesmo período de 2016, com uma participação de 33,3% no total da comercialização brasileira. Em 2017, as compras chinesas saltaram para 509.726 toneladas até o momento, elevando a participação para 37,8% do total exportado pelo Brasil.

Entre os 20 maiores compradores do produto brasileiro, além da China, se destacam a Arábia Saudita e o Irã, elevando suas aquisições em 53,9% e 42,4% respectivamente. As compras da Rússia cresceram 16,1%, e a dos Estados Unidos 19,5%. Emirados Árabes (+ 16,2%); Israel (+22,7%) e Cingapura (+15,8%) também ampliaram sua movimentação. São Paulo foi o Estado que mais exportou carne bovina, com 21,8% do total até novembro; Mato Grosso ficou na segunda posição, com 19,8%, enquanto Goiás manteve o terceiro lugar com 13,1%.

Fonte: Abrafrigo


Mais Notícias
ABS contrata touro Red Brangus Bi-Grande Campeão da Expointer
Gango foi criado na Estância São Rafael, no Rio Grande do Sul, e destaca-se pela combinação de cobertura de carne e agilidade
Comercialização de reprodutores na receita da propriedade
Investimento em genética eficiente e melhoradora é fator determinante para a viabilidade da produção de touros
Raça Brangus expande no mercado nacional
Grande parte busca utilização para inseminação artificial devido às características
Faltam insumos para exame de tuberculose em bovinos
Mapa faculta a exigência do teste para trânsito e eventos até que situação seja normalizada
 
 
Redes Sociais :
Rua Piratininga, 908 Jardim dos Estados
Campo Grande, MS - CEP: 79020-240 - Fone: (67) 3321-1316
developed by